Pesquisar este blog

Carregando...

sábado, 26 de março de 2011

Apostila I - ¨6º ano -EJA

História de Maricá
O povoamento de Maricá começou no final do século XVI, efetivado pelos portugueses que haviam recebido terras em doação – as sesmarias= 500 braças – na faixa do litoral compreendido entre Itaipuaçu e a lagoa de Maricá. Quando o Padre José de Anchieta chegou às margens da Lagoa, em 1574 – onde se realizou a célebre pesca milagrosa – ali encontrou diversos núcleos de povoamento em plena atividade, destacando-se as sesmarias de Antônio Mariz, na região de São José de Imbassaí, e a de Manoel Teixeira, localizada junto à Lagoa.
O primeiro centro efetivo de população localizou-se onde se encontram o povoado de São José de Imbassaí e a Fazenda de São Bento, fundada em 1598 pelos frades beneditinos. Neste mesmo lugar foi construída a primeira capela da região, dedicada a Nossa Senhora do Amparo e reconhecida como paróquia perpétua em 12 de janeiro de 1755. As febres palustres, que então existiam ali, forçaram os colonos a mudar para o outro lado da lagoa, onde estabeleceram as bases da Vila de Santa Maria de Maricá, elevada a essa categoria em 1814, e destacando-se assim das terras do Rio de Janeiro, de Cabo Frio e da Vila de Santo Antônio de Sá, às quais pertencia.
Em 1889, logo após a Proclamação da República, a Vila de Maricá apresentava um tão grande progresso que o governo resolveu elevá-la a categoria de cidade. A Lei Áurea, por outro lado, prejudicou bastante a atividade agrícola, fazendo com que a nova cidade sofresse algumas dificuldades no seu desenvolvimento.
A atividade econômica em geral acabou por fixar-se em atividades agro-pastorais, indústrias de pequeno porte, exploração minerais, construção civil, pesca e turismo. A cidade vem desenvolvendo ao longo dos anos, seu setor de turismo atraindo visitantes de diversas localidades, para suas lagoas plácidas e atraentes praias. Seu clima tropical, a variedade de atrativos naturais e os costumes simples da região são o paraíso do visitante.
Em 1584, Padre José de Anchieta pisava em solo maricaense, acompanhado de outro padre e um numeroso grupo de índios. Era a primeira vez que Maricá recebia um Ministro Religioso.
As origens do povoamento do território datam dos fins do século XVI. O seu nome - Maricá, de origem indígena, segundo uns, provém da combinação: mari(espinheiro) e caá(mato), com que os gentios designavam estas terras onde abundavam as "acácias espinhosas"; segundo outros, da corruptela do termo maracá, espécies de chocalho usado pelos índios em suas festividades guerreiras.

Anualmente, no dia 15 de agosto - festa da Assunção da Virgem - e dia histórico da inauguração da igreja, e hoje feriado municipal, congrega-se toda a família de Maricá para uma das mais ruidosas festividades tradicionais.
São monumentos históricos de Maricá:
.

Paróquia N.S. do Amparo - Construída com mão-de-obra escrava pelos frades no século XIX, essa igreja é uma das mais antigas e importantes de Maricá. Ela foi toda feita com pedra e barro no antigo estilo colonial com uma torre só. .Todo o interior é em estilo Barroco, com transição para o Neoclássico em sua  faiixada externa.

Capela São José do Imbassaí - Serve como mirante para o canal de São Bento e a Lagoa de Maricá. Foi a primeira igreja, onde o primeiro povoado começou a surgir. O estilo jesuítico é destacado pela simplicidade.

Casa da Cultura/Antiga Câmara e Cadeia -Antiga Casa de Câmara e Cadeia de Maricá, desde 1814, data da criação da Vila de Santa Maria de Maricá, em seu ALVARÀ, já mencionava o interesse na instalação de uma Casa de Câmara e Cadeia, que deveria ser construída pelos habitantes da Vila . Projetada pelo engenheiro Júlio Koeler ( o mesmo que mais tarde constrói o Palácio Imperial de Petrópolis), em 1841, o prédio de padrão Neoclássico, com frontão triangular e telhados de duas águas, foi concluído.Em 1978, foi tombado pelo Instituto Estadual de Patrimônio Histórico.

Casa de Cultura- fundada em 26 de maio de 2001.
Fazenda Pilar (Monumento); Fazenda Bananal (Monumento); Fazenda Coqueiro (Monumento); Fazenda Itaocaia (Monumento);



Fazenda Itaocaia


Nenhum comentário: